Skip to content

O Centro de Pesquisa e Conservação de Fauna do Estado de São Paulo (CECFau), abriga as áreas técnico-científica da Fundação Zoológico de São Paulo. Essa área é composta pelo Departamento de Pesquisas Aplicadas e Departamento de Fauna Silvestre; Departamento de Veterinária; CRAS-PET e Programas de Conservação, sendo estes gerenciados no Departamento de Fauna Silvestre em Araçoiaba da Serra – SP.

DEPARTAMENTO DE PESQUISAS APLICADAS | DPA

Ao longo de mais de 60 anos de história, a FZSP sempre teve um compromisso com a conservação da Natureza, e este propósito foi fortalecido quando a Fundação abraçou sua vocação para Ciência. A partir dos anos 2000 houve um crescimento exponencial na produção de conhecimento técnico e científico, resultado do estabelecimento de importantes parcerias institucionais que geraram investimentos em infraestrutura e na formação da equipe de técnicos e pesquisadores. Assim, a Fundação foi reconhecida em 2018 como uma Instituição Científica e Tecnológica do Estado de São Paulo (ICTESP) e é respeitada nacional e internacionalmente pela excelência e inovação de suas pesquisas.

Imagem decorativa
Imagem decorativa
Imagem decorativa
Imagem decorativa

O Departamento de Pesquisas Aplicadas (DPA) conta com uma equipe multidisciplinar, essencial para estudar os diversos aspectos de nossa biodiversidade. Estudamos desde a diversidade de microrganismos de compostos orgânicos até os padrões de locomoção de grandes mamíferos em seus ecossistemas naturais. Entre as principais áreas de pesquisa destacam-se: microbiologia, biologia molecular, biotecnologia, ecologia, epidemiologia, parasitologia, hematologia, reprodução animal, sustentabilidade, mudanças climáticas, e Saúde Única. Além do desenvolvimento de pesquisas, o complexo laboratorial do DPA também realiza prestação de serviços, como exames diagnósticos para animais silvestres e identificação de microrganismos. Para tanto, o DPA conta com seis núcleos: Núcleo de Microbiologia e Biologia Molecular; Núcleo de Análises Clínicas; Núcleo de Reprodução Assistida e Biotecnologia; Núcleo de Atividades In Situ; Núcleo de Sustentabilidade; e Núcleo de Inovação Tecnológica.

Estudamos desde a diversidade de microrganismos de compostos orgânicos até os padrões de locomoção de grandes mamíferos em seus ecossistemas naturais.

Núcleo de Biologia Molecular e Microbiologia (NUCBM)

Desenvolve pesquisas relacionadas à diversidade de microrganismos em animais silvestres, além de explorar o potencial biotecnológico de bactérias isoladas em animais e no ambiente. Além disso, o Núcleo mantém uma Coleção de Cultura com milhares de microrganismos isolados e um banco de DNA Genômico de animais silvestres. Também são oferecidos serviços para a detecção de patógenos, testes de sensibilidade a antimicrobianos e identificação molecular de microrganismos.

Imagem decorativa - FOTO: PAULO GIL

Núcleo de Reprodução Assistida e Biotecnologia (NUCRAB)

Desenvolve pesquisas relacionadas à Reprodução Animal e ao desenvolvimento de ferramentas biotecnológicas para a reprodução assistida, com o objetivo de auxiliar a conservação de diversas espécies de animais selvagens. São pesquisas básicas e aplicadas, especialmente na área da Andrologia Veterinária. Utilizando diferentes técnicas para a colheita e análise do sêmen, espermatozoides são criopreservados no Banco de Sêmen, essencial não apenas para o desenvolvimento de pesquisas, mas para conservação da biodiversidade.

Imagem decorativa - FOTO: PAULO GIL

Núcleo de Análises Clínicas (NUCAC)

Desenvolve pesquisas nas áreas de hematologia e parasitologia de animais selvagens. É responsável pela prestação de serviços de análises clínicas, realizando exames diagnósticos como hemograma, bioquímica sérica, urinálise, coproparasitológico, pesquisas de hemoparasitas, entre outros. Além disso, o Núcleo mantém um Biobanco com amostras biológicas de centenas de espécies de animais silvestres. Este Biobanco, assim como os bancos de dados do NUCAC, têm um elevado potencial para realização de pesquisas.
Análises Clínicas - FOTO: ACERVO FZSP
Atividade in situ- FOTO: LUCAS REZENDE

Núcleo de Atividades In Situ

Desenvolve pesquisas com a fauna silvestre em seus habitats naturais, atuando especialmente nas áreas de ecologia e epidemiologia. Realiza monitoramento e manejo de fauna silvestre in situ em diversos biomas do Brasil, promovendo abordagens integrativas como a Conservação Integrada (One Plan) e a Saúde Única (One Health). Trabalha com as comunidades locais, estudando a interface entre as pessoas, os animais domésticos e a fauna silvestre, buscando por estratégias de coexistência. Atua na estruturação de planejamentos estratégicos para conservação, contribuindo na elaboração de políticas públicas e ações de manejo.

Núcleo de Sustentabilidade

Desenvolve pesquisas relacionadas à sustentabilidade, produção de compostos orgânicos, biotecnologia e mudanças climáticas. É responsável pela operação da Unidade de Compostagem da Fundação que, além minimizar o impacto ambiental e produzir adubo, é fonte inestimável de pesquisa em microbiologia, com elevado potencial biotecnológico. Assim, o Núcleo tem como objetivo a integração da problemática ambiental nas diversas parcerias e projetos de pesquisa do DPA.

Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT)

Responsável pela área de PD&I (Pesqusia, Desenvolvimento e Inovação) do DPA, atuando na prestação de serviços, desenvolvimento de novos produtos, testes e estudos para submissão de patentes biológicas. Entre os serviços prestados estão: exames de análises clínicas para diagnósticos de animais silvestres e identificação de microrganismos patogênicos e ambientais. A essência do NIT está no atendimento ao cliente, atendendo setores como: hospitais, clínicas e laboratórios veterinários; empreendimentos de fauna silvestre (zoológicos, aquários e criadoures); haras; ONGs; Universidades; indústria e empresas de biotecnologia, entre outros.

Núcleo de Inovação Tecnológica - -FOTO: PAULO GIL

PARCERIAS Institucionais

Não se faz pesquisa sozinho, assim, todo o trabalho do DPA é construído baseado em inúmeras parcerias com instituições nacionais e internacionais.